Categoria: Podcast

Método LASEr

Método criado e desenvolvido pelo Pedro Vieira, Neuro Estratega, Coach & Master Trainer da LIFE Training

Podes ler o que o Pedro tem a dizer sobre o “método das cores” como é tantas vezes mencionado por quem o aprende e descobre.

Pedro, como nasceu este método?
Bem, eu tinha estudado vários modelos de análise de comportamento e de estilos de comunicação e estava muito interessado em ter um à minha disposição que cumprisse vários preceitos: simples e intuitivo ao ponto de poder ser ensinado a crianças ou através de jogos pedagógicas, que pudesse ser aprofundado e servisse de linha orientadora para processos de desenvolvimento pessoal e, finalmente, que criasse possibilidades de expansão em lugar de fechar em rótulos.

O método foi sempre assim ou teve desenvolvimentos?
A partir do momento em que, em 2009, me decidi pelos metaprogramas de base do método (ver apresentação), fui cruzando com outros conteúdos de desenvolvimento pessoal e restando várias representações gráficas. Ao fim de 3 anos já tínhamos algo muito parecido com a método atual.

Quais as vantagens de usar um método como este?
Preservando a nossa individualidade e características únicas, podemos colocar padrões de desenvolvimento pessoal ao nosso dispor. Este método pressupõe a existência de quatro energias (ou estratégias comportamentais) ao nosso dispor e que, com um correto desenvolvimento, nos permitem viver uma vida mais saudável e preenchida.

Como se estuda o método?
Entender o Modelo que serve de base ao método é simples e rápido, basta navegar por este site e explorar as apresentações. Agora, a parte mais interessante é a efetiva vivência do Método. Daí se ter tornado tão relevante a experiência de aprender o Método em eventos ao vivo, liderados por mim ou por Trainers oficiais de Método. Criamos uma forma de ensino que é desenhada para permitir absorver o método a vários níveis e que, entre coisas, é muito dinâmica e divertida.

Depois de tantos anos, já sabes tudo sobre o método?
De forma alguma! Este método é tão flexível que é aplicável a qualquer contexto, pelo que estamos sempre a aprender conforme vamos criando novas aplicações. Para apresentar o LASEr em vários países e em indústrias tão diversas, fui aprendendo sobre estas 4 energias em termos psicológicos, sociais, culturais e terapêuticos. A vida vai-me constantemente mostrando mais e mais formas de entender e aplicar o LASEr. “

Sabe mais em http://metodolaser.com/

PODCAST OBRIGATÓRIO

Se te interessas pela área da Parentalidade vais gostar de ouvir e seguir este podcast!

Clica aqui: PODCAST DE PARENTALIDADE CONSCIENTE

Este é o podcast de parentalidade consciente onde o convite é para desaprenderes tudo o que sabes sobre como se educam crianças. Ao longo desta primeira temporada a fundadora da Academia da Parentalidade Consciente Mia Övén e a jornalista Mariana D’Orey vão partilhar conversas com diferentes mães perfeitamente imperfeitas. Testemunhos na primeira pessoa que serão intercalados com o apoio da ciência através de entrevistas a diferentes especialistas no desenvolvimento infantil.

Os Buracos

“Entre o estímulo e a resposta há um espaço. Nesse espaço temos o poder de escolher a nossa resposta. Na nossa resposta está o nosso crescimento e a nossa liberdade.”

Victor Frankl

O espaço entre estímulo e resposta, entre emoção e reação é um espaço que nos permite agir, escolher conscientemente e responder, em vez de apenas reagir. Mas muitas vezes não chegamos até esse espaço, não nos é acessível, pois antes de chegarmos lá, caímos num buraco. 

Autobiography in Five Short Chapters (de Portia Nelson)

  • Chapter One I walk down the street. There is a deep hole in the sidewalk. I fall in. I am lost… I am helpless. It isn’t my fault… It takes forever to find a way out. 
  • Chapter Two I walk down the same street. There is a deep hole in the sidewalk. I pretend I don’t see it. I fall in again. I can’t believe I am in this same place. But, it isn’t my fault. It still takes a long time to get out. 
  • Chapter Three I walk down the same street. There is a deep hole in the sidewalk. I see it is there. I still fall in…it’s a habit…but, I know where I am. It is my fault. I get out immediately. 
  • Chapter Four I walk down the same street. There is a deep hole in the sidewalk. I walk around it. 
  • Chapter Five I walk down another street. 

Existem muitos buracos para toda a gente. Alguns mais óbvios que outros. E certamente temos buracos em diferentes capítulos. Alguns persistem nos primeiros, em relação a outros já encontramos um caminho totalmente diferente. 
Ao tornarmos consciente quais os nossos buracos, podemos reescrever a história.


Aqui vão alguns exemplos, mas há mais:

  • pensar sobre o passado e/ou o futuro
  • acreditar em todos pensamentos
  • ser domado pelas emoções
  • impaciência
  • não ouvir
  • julgar em vez de realmente ouvir e observar
  • não ser autêntico, não falar a tua verdade
  • exagerar ou minimizar 
  • comunicação muito básica
  • fazer queixas ou para dentro, em voz baixa ou em voz alta
  • distrações
  • bisbilhotices
  • atitudes de superioridade ou inferioridade
  • competitividade exagerada
  • sensação de exclusão
  • fazer coisas para ser aceite
  • etc. 

Sabemos que estamos num buraco quando nos dizemos coisas como “outra vez aqui?!” “Já deveria saber melhor?!” “Porque não consigo não reagir?” etc. Mas também cada vez que nos irritamos com outra pessoa ou com nós mesmos, estamos dentro de um buraco. 

EXERCÍCIO: 

  • QUAIS SÃO OS TEUS 3 PRINCIPAIS BURACOS? 
  • DESCREVE BREVEMENTE CADA BURACO
  • DESCREVE AS SENSAÇÕES FÍSICAS PRESENTES
  • DESCREVE OS PENSAMENTOS PRESENTES
  • DESCREVE AS EMOÇÕES PRESENTES

– DESCREVE 3 CAMINHOS ALTERNATIVOS QUE PODES SEGUIR/3 ESCOLHAS DIFERENTES QUE PODES FAZER QUE TE PODEM MANTER FORA DO BURACO?


PRÁTICA QUANDO TOMAS CONSCIÊNCIA DE UM BURACO: 

  1. TOMA CONSCIÊNCIA E RECONHECE A SITUAÇÃO.
  2. RESPIRA (a expiração deve ser longa, mais longa que a inspiração, isso acalma mais o sistema nervoso). 
  3. ESCOLHE COMO VAIS RESPONDER. 

by Mikaela Övén 

Os 5Ds do Desenvolvimento Pessoal

by Pedro Vieira

Eu e a Mia arrancámos o Tour IVM Online 2020 com a introdução de um conceito de que ambos gostamos muito: os 5Ds do Desenvolvimento Pessoal. São 5 princípios que, quando estão presentes, nos garantem estar perante um real processo de desenvolvimento pessoal. Bem, um processo real e pelo qual temos preferência – sendo que há outros que, não cumprindo estes 5 preceitos, podem igualmente conferir progresso das competências pessoais recorrendo a princípios (mais sobre isto mais à frente no texto).

Explicitamos aqui os princípios para que se possam compreender melhor as nossas próprias abordagens de desenvolvimento pessoal. Afinal de contas, todo o trabalho que realizamos (dos nossos cursos de Parentalidade Consciente, Coaching, Neuro Estratégia e Top Speakers aos episódios do Podcast IVM, passando pelos livros que escrevemos, cursos online e palestras) assentam nesta mão cheia de princípios.

Dinamismo

Uma boa abordagem de desenvolvimento pessoal usa movimento. Pode ser movimento físico (fazer alguma coisa) ou movimento mental (pensar alguma coisa que provoque movimentação nas redes de informação). O dinamismo é fundamental pois permite a criação de um fluxo de energia que pode ser direcionado ou redirecionado por forma a gerar uma aprendizagem ou um novo resultado. Sem movimento não poderá existir progresso. Assim, qualquer iniciativa que não impele à criação de movimento físico ou mental dificilmente poderá entrar na categoria de desenvolvimento pessoal, não é?

Desafio

Se o movimento criado pelo dinamismo não gerar a exploração de novas zonas de comportamento e pensamento não existirá desenvolvimento pessoal, apenas reforço daquilo que já se sabia. Para que haja progresso, adopção de novos comportamentos que gerem novos resultados, experimentação de novos pensamentos que reorganizem a psicologia, então necessitaremos de desafio. O desafio traz normalmente algum tipo de desconforto – associado àquilo que é novo, aos caminhos nunca trilhados, às posições opostas, à quebra de barreiras, ao ultrapassar das limitações, à experimentação… Sem desafio não há desenvolvimento. 

Diversão/Descontração

A aprendizagem e o desenvolvimento acontecem com muita dificuldade no meio da tensão. Pois a tensão (física, emocional e mental) gera rigidez, movimentos defensivos e protetores daquilo que já é e convida mais facilmente à entrada em ação dos mecanismos de fuga ou ataque. Tudo fica mais fácil quando as propostas de desenvolvimento pessoal recorrem a métodos e processos que nos ajudam a sentir leveza, capacidade de nos olharmos sem sentirmos que o nosso valor, identidade ou sobrevivência está em jogo, Ou seja, que nos permitem sentir descontração e, quando possível, até diversão. Sim, que nos possamos divertir enquanto nos libertamos das amarras e progredimos!

Direção

Os Ds anteriores põe-nos em movimento, convidam-nos a sair da zona de conforto com leveza e descontração… Com que direção? A direção pré-definida acabará por ditar se o processo é de desenvolvimento pessoal ou uma mera distração. A direção, que se pode apoiar na definição de intenções, propósitos e metas, é a razão pela qual fazemos o que fazemos. Uma boa direção de desenvolvimento pessoal pode transformar quase todas as experiências de vida em potenciais fontes de aprendizagem e progresso. Uma direção inexistente ou que não é desenhada para promover progresso individual e coletivo pode, pelo contrário, promover o desperdício até dos grandes cursos de desenvolvimento pessoal como a parentalidade ou as relações românticas!

Demonstração

Depois de passarmos por um processo de desenvolvimento pessoal sabemos que este gerou resultados quando conseguimos demonstrar uma nova forma de pensar, um novo enquadramento mental para as coisas da nossa vida ou um novo comportamento numa determinada situação. Sem esta demonstração de que houve, efetivamente, algum nível de integração de novas competências e habilidades, não poderemos falar – ainda – de desenvolvimento pessoal. Talvez conheças pessoas que fazem todos os cursos, lêem todos os livros e não mudam nada! Não chegam a demonstrar aquilo. Daí ser decisivo que este quinto D esteja presente: é em função deste, aliás, que um instrutor de desenvolvimento pessoal sabe se conseguiu de facto facilitar um processo de… desenvolvimento pessoal!

Uma boa forma de medires o teu grau de desenvolvimento pessoal numa determinada fase da tua vida (por exemplo nos últimos 6 meses ou nos últimos 3 anos) é procurares avaliar de 0 a 10 quando é que cada um destes Ds esteve presente.

Talvez tenhas um Dinamismo baixo e isto sirva de convite a expores-te a estímulos que gerem movimento físico e mental. Por exemplo, ouvires um tema novo ou um orador novo ou talvez iniciares uma nova prática.

Se o Desafio estiver baixo, podes procurar estímulos menos confortáveis para ti, experimentares algo que te desafio mental, emocional ou fisicamente.

Se for a Diversão que não é alta, talvez possas estar a mergulhar em propostas que apelam em demasia à dor e ao drama e possas procurar outro tipo de estímulos mais descontraídos!

Se não avalias a Direção como alta, talvez possas refletir sobre metas e propósitos para o teu desenvolvimento pessoal e procurares atividades e estímulos que pareçam alinhados com essa direção.

Finalmente, se tens a Demonstração com níveis baixos, isso pode ser um lembrete a integrares e praticares o que aprendeste em vez de saltares de estímulo em estímulo sem mudares nada na prática. Talvez não sintas confiança para mudar ou talvez não estejas a receber o estímulo certo que gere reais mudanças. De uma forma ou de outra, toma um pequeno conteúdo e implementa-o ainda hoje!

Durante o Tour IVM 2020 vamos trazer muitos exemplos, conteúdos e histórias alinhados com estes 5Ds. Para que possamos, em conjunto, explorar o desenvolvimento pessoal e promover o desenvolvimento de grupo!

Podcast Inspiração para uma Vida Mágica

*Grande Novidade!*

Acabamos de lançar o Podcast “Inspiração Para Uma Vida Mágica”!

Este podcast consiste em conversas sobre desenvolvimento pessoal (coaching, pnl, parentalidade consciente, mindfulness…) com Mikaela Ovén e com o Pedro Vieira! (e em futuros episódios também com convidados).

E podes ajudar-nos a garantir que este podcast (que já tem 2 episódios para ouvires e vai ter episódios novos todas as semanas) chega a MUITAS PESSOAS!

Como:
Acede nos links abaixo ao iTunes ou Soundcloud e:

1) SUBSCREVE
2) DEIXA UMA CRITICA/REVIEW (isto é muito importante para mais pessoas poderem dar com o podcast quando o lançarmos ao mundo)

Espero que te seja muito útil, estamos muito contentes por te poder dar esta novidade! Diz-me também que temas específicos que gostavas que abordássemos!

http://apple.co/2zMprwa

https://soundcloud.com/user-604003650

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén