Author: LIFE Training (Page 1 of 7)

A maior incongruência no mundo das empresas…

Já trabalhei (como consultor, formador e coach) com mais de 150 empresas – vários tamanhos, várias indústrias, várias nacionalidades. A maior incongruência que noto na maioria das empresas? A afirmação de que o mais importante são as pessoas. Embora, quase sempre, a afirmação seja sentida, raramente é acompanhada de processos realmente voltados para as pessoas, para os colaboradores. Entrega-se formação de desenvolvimento pessoal, disponibilizam-se ferramentas, avançam-se com eventos de motivação e reconhecimento. Mas, implementa-se, realmente uma cultura focada nas pessoas e nas suas necessidades? Ou continua-se a jogar o velho jogo de “o que interessa, no final do dia, são os resultados”?

Fazem-se congressos sobre liderança, contratam-se palestrantes para motivar para o alto desempenho, desenham-se procedimentos para estimular o equilibro. Ultimamente, muitas empresas apostam na organização de sessões de mindfulness (uma das coisas que mais me pedem nos últimos meses) ou sessões de life coaching. E as chefias, vão participar? E os gestores de equipa, vão aprender e aplicar processos de desenvolvimento pessoal? E os diretores, vão envolver-se na criação dos programas? E quem lidera, vai fazê-lo de facto com o foco nas pessoas? Não, diz-se na maior parte das vezes, o que precisamos é de aumentar a motivação dos vendedores, ou de melhorar o clima social das equipas, ou de orientar para os resultados, ou de incrementar o foco no desempenho.

Percebes a incongruência?

O que fazer, então? A minha sugestão é que se possa implementar, à séria, uma cultura de coaching, focada no individuo e no desenvolvimento de equipas. Uma cultura onde os resultados são olhados como consequências marginais de termos integrado as necessidades dos colaboradores com a visão da empresa ao ponto de todos usarem da melhor forma os seus recursos porque… assim o querem!

Pessoalmente, gosto de o fazer trazendo responsáveis pelas equipas, diretores ou gestores com capacidade de influência (incluindo, quando possível, CEOs ou diretores gerais) até às Certificações Internacionais em Coaching da LIFE Training. Além de ser muito bom para mim (como facilitador destes cursos) pois posso influenciar simultaneamente dezenas de pessoas – e indiretamente as suas organizações – este é uma estratégia que permite viver congruentemente a ideia de que “o mais importante são as pessoas”:

  • ao participarem no curso, os líderes ou futuros líderes, incorporam uma forte atitude de coaching nas suas vidas, aprendendo a observar, compreender e influenciar o seu comportamento e os dos outros;
  • mais do que falarem sobre isso, começam a afetar positivamente as suas organizações com ações deliberadas e eficientes de desenvolvimento do potencial humano;
  • direta e indiretamente começam um processo de aculturação, em que os princípios orientadores do coaching começam a incorporar-se na cultura da organização

Adoro receber nos meus cursos ou palestras (ou na minha caixa de mensagens) testemunhos de pessoas que não conheço e que destacam a importância que os ensinamentos dos meus cursos geraram nas suas vidas – viam os seus líderes, que depois de aprenderem coaching, aplicaram as orientações nas suas empresas. É nesses momentos que a vivência da missão de “inspirar decisões apaixonadas” se torna mais óbvia.

Já certifiquei mais de 1000 praticantes de Coaching e PNL (Programação Neuro Linguística), muitos deles oriundos de organizações. Da banca à distribuição, do futebol às telecomunicações, da mediação imobiliária às farmacêuticas, têm sido inúmeras as indústrias a aprenderem e desenvolverem a capacidade de colocar as pessoas primeiro.

O que vai aprender ao estudar Coaching comigo e com a equipa de facilitadores profissionais da LIFE Training?

  • A definir poderosas intenções pessoais, que guiarão e orientarão a tomada de decisão
  • A observar cuidadosamente, para inferir estilos de comportamentos, necessidades psicológicas e definir programas de influência
  • A estabelecer relações profundas e significativas com pessoas & equipas
  • A orientar através de perguntas, usando questões poderosas para gerar descobertas e novas estratégias/soluções
  • A definir objetivos pessoais integrados nos objetivos organizacionais, criando ligações ótimas entre motivações pessoais e de grupo
  • A estabelecer tarefas e planos de ação adaptados ao individuo
  • A resgatar e estimular recursos pessoais internos, as surpreendentes forças que todos têm dentro de si
  • A lidar com desafios e objeções com optimismo e energia positiva
  • A comunicar de forma envolvente e eficaz
  • A praticar na primeira pessoas os processos de coaching para que possa fazê-lo de forma congruente com os outros

Descubra mais sobre os cursos de Treinamento da LIFE Treinamento ( aqui ) e viva “A Aventura de Uma Vida”, o nome pelo qual foi avaliado por ordem de nossos alunos. Experiência de alto impacto.

Questões? Estou por aqui para responder e ajudar!

de Pedro Vieira

www.pedrovieira.net

Podcast Inspiração para uma Vida Mágica

*Grande Novidade!*

Acabamos de lançar o Podcast “Inspiração Para Uma Vida Mágica”!

Este podcast consiste em conversas sobre desenvolvimento pessoal (coaching, pnl, parentalidade consciente, mindfulness…) com Mikaela Ovén e com o Pedro Vieira! (e em futuros episódios também com convidados).

E podes ajudar-nos a garantir que este podcast (que já tem 2 episódios para ouvires e vai ter episódios novos todas as semanas) chega a MUITAS PESSOAS!

Como:
Acede nos links abaixo ao iTunes ou Soundcloud e:

1) SUBSCREVE
2) DEIXA UMA CRITICA/REVIEW (isto é muito importante para mais pessoas poderem dar com o podcast quando o lançarmos ao mundo)

Espero que te seja muito útil, estamos muito contentes por te poder dar esta novidade! Diz-me também que temas específicos que gostavas que abordássemos!

http://apple.co/2zMprwa

https://soundcloud.com/user-604003650

Hoje é dia de…

Hoje é dia de…

de Pedro Vieira

Hoje é dia de decidir sobre como vai ser o meu dia. Aliás, todos os dias podem ser dia disso!

Quando o dia começa, pergunto a mim mesmo: “hoje o dia vai ser sobre o quê”?

Talvez seja sobre aprendizagem e mudança, talvez seja sobre paz e tranquilidade, talvez seja sobre eficácia e novos resultados, talvez seja sobre relações e ligações.

Quando eu decido sobre o que vai ser o meu dia, instalo um poderoso filtro. O filtro da intenção é, aliás, o mais poderoso dos filtros. A partir do momento em que indico ao meu inconsciente que hoje o dia é sobre um determinado tema, faço com que a atenção se foque em aspetos da realidade que estão relacionados com o tema.

Se eu for ao cinema e me disserem que vou assistir a uma comédia, começo a olhar para os personagens e os seus diálogos de uma forma diferente da que utilizo se me disserem que o filme é um drama trágico. O mesmo acontece com a forma como começo a interagir com o meu dia em função da intenção que defino para o mesmo.

Muitas pessoas acordam e dizem…

“Bah, hoje é segunda-feira, vai ser uma semana loooonga e dura”

“Estou com a sensação que hoje vai ser um dia daqueles para esquecer”

“Nem sei para que é que me estou a levantar da cama”

“Ainda vamos a meio do mês e só me apetece é meter férias”

“O que é que o idiota do meu chefe vai aprontar hoje”

“Os miúdos nunca mais crescem, já não aguento mais isto”

“Isto assim não dá, vai de mal a pior”

Entendes as intenções que estão, inconscientemente, a ser formuladas? E como se traduzem num poderoso comando que condiciona a atenção?

É isso mesmo: a intenção comanda a atenção!

Se tivermos isso em consideração, começamos – por interesse próprio – a cuidar mais da intenção, a garantir que temos uns segundos ou minutos no início do dia para programarmos positivamente a nossa atenção. Talvez no duche, ou enquanto tomamos o pequeno almoço, ou no carro a caminho da escola ou do trabalho. O mais importante é que este momento exista ainda antes de começarmos a receber estímulos dos media, da nossa família, dos nossos colegas de trabalho, etc. Aliás, a forma como lidamos com esses estímulos já será bem mais interessante depois de termos definido intenções.

Então, afinal de contas, para ti, hoje é dia de…?

O meu manifesto de mãe

O MEU MANIFESTO DE MÃE

de Mikaela Ovén

Em 2012 escrevi este manifesto. 7 anos mais tarde a minha convicção de que o caminho verdadeiro para mim é a parentalidade consciente. E hoje já não me sinto tão sozinha como me sentia em 2012. Hoje, em 2018 sinto-me incrivelmente bem acompanhada por tantas pessoas incríveis que partilham os mesmos valores e as mesmas crenças. Ao mesmo tempo, sei que ainda há muito trabalho por fazer. E cá estou para continuar a espalhar a palavra com amor e paixão, desta forma de viver e relacionar-me com a vida que é o Mindfulness e a parentalidade consciente. Estás comigo?

*O meu Manifesto de Mãe*

Acima de tudo, quero que saibas que és amado, exatamente como és. Amo-te independentemente do que fazes, dizes ou pensas. Amo-te por seres tu.

O amor é tudo, e quero que vejas esse amor na forma como te trato e também na forma que me trato a mim.

Quero que saibas que o teu lugar no mundo tem sempre valor. Tu tens sempre valor.
Prometo que vou praticar auto-compaixão, prometo que vou abraçar as minhas próprias imperfeições para te perceberes que na imperfeição podemos encontrar a perfeição… e que somos sempre dignos de amor.

Na nossa família vamos ter coragem de nos mostrar como somos, vamos ter coragem de ser vulneráveis. Vamos partilhar as nossas histórias de esforço e as nossas histórias de força. Vai sempre haver lugar para ambas.
Vamos aprender sobre compaixão, praticando compaixão por nós mesmos primeiro, e depois juntos. Vamos mostrar e honrar os nossos limites, vamos confiar e vamos assumir responsabilidade por nós mesmos.
A nossa integridade é sagrada. A tua e a minha.

Vais aprender a pôr-te em causa olhando para os meus erros e a forma como os corrijo. E vais ver que consigo pedir o que necessito e consigo falar sobre o que sinto.

Vamos praticar muita gratidão.

Quero-te deixar sentir todos os sentimentos, todas as emoções, sem te tentar salvar delas. Estarei ao teu lado para te ajudar no processo.
Nos dias de incerteza, quero mostrar que o mais importante é o nosso amor.

Vamos rir, dançar, brincar, criar, amar…

Juntos, vamos poder ser nós mesmos.
Não te vou ensinar ou mostrar nada na perfeição… vou-te deixar ver-me, a mim, abertamente. E eu prometo que te vou ver sempre a ti. Vou-te ver, verdadeiramente, vou-te ver sempre a ti.

(daqui: http://mikaelaoven.com/o-meu-manifesto-de-me/ )

Que objetivos tens para 2018?

Como está a correr o ano de 2018?
Como estão os objectivos que formulaste a 31 Dez? 🤔🤔

Page 1 of 7

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén