Entrevista com Pedro Vieira sobre o livro “Contos com Coaching – Histórias para Crianças”

Lançaste recentemente o livro “Contos Com Coaching – Histórias para Crianças”, através da LIFE Reading. Qual foi a tua grande intenção ao escrever este livro?

Bem, tinha mais de uma intenção poderosa ao escrever este livro. Por um lado queria corresponder aos muitos pedidos de alunos, clientes e seguidores que me pediam ajuda com a vontade de poderem partilhar conteúdos e conceitos de coaching com os filhos. Sendo as histórias um veículo maravilhoso para fazer esta passagem de informação de forma adequada para uma criança, surgiu a ideia deste livro. Tinha, porém, outras intenções bem ativas. É que, sendo o livro desenhado para ser lido às crianças por adultos, é também uma importante fonte de aprendizagem de princípios do coaching e do desenvolvimento pessoal pelos próprios adultos. Até porque incluí no livro perguntas de exploração e desenvolvimento para que o adulto possa prolongar o efeito de cada uma das histórias. No fundo, tratou-se de usar um momento que muitas famílias já têm – a história na hora de dormir – para criar aprendizagem por parte de todos! E eu beneficiei disto em primeira mão, pois muitas das histórias foram inventadas e contadas aos meus filhos, precisamente na hora da história para dormir.

Para quem é indicado este livro? Para crianças/adultos a partir de que idade?

Ao escrever o livro tive em mente crianças com idade entre os 5/6 e os 11/12. Depende porém da maturidade da criança, da capacidade do adulto cativar com a leitura e de criar momentos relaxados para a leitura. Tenho tido relatos de crianças de 4/5 anos que apreciam as histórias, assim como de adolescentes que já entendem o carácter metafórico de muitas passagens e as mensagens implícitas. Quando aos adultos, qualquer um poderá ler o livro – as histórias farão o resto!

Que tipo de feedback tens recebido dos leitores?

Muito bom! Quer por parte das crianças, que falam do interesse pelas histórias, das reflexões que fizeram e me fazem várias sugestões para outras histórias. E por parte dos adultos, que encontram nestas histórias uma excelente forma de incentivar princípios como a responsabilidade, a observação, a intenção, o otimismo, a flexibilidade. O que mais me tem agradado são os muitos relatos de conversas animadas entre adultos e crianças sobre as histórias e as suas personagens. Pois é aí, nessa conversa – que procurei encaminhar com as perguntas de exploração no final de cada história – que vão acontecer muitas das descobertas e dos avanços.

Este é um livro mágico?

Sem dúvida, pois contém muitas estratégias práticas, mensagens escondidas e potencial para ajudar os mais pequenos ultrapassarem uma série de desafios – como receios, medos, incertezas e inseguranças – e ajudar ainda a despertar a criatividade dos pais e educadores para estreitarem a relação com as crianças e, bem ao estilo do coaching, a fazerem perguntas cada vez mais poderosas aos pequenos!

Obrigado Pedro!

Votos de leituras inspiradoras e mágicas 🙂

Comprar livro aqui